Estação de reúso de água e Tratamento de Esgoto Residencial

Devido à escassez de água nos grandes centros urbanos, sobretudo na região Nordeste do Brasil, e o alto custo para sua captação e tratamento, com o aumento do grau de poluição das fontes de água, o Iteva, como centro de pesquisa e inovação, realizou uma pesquisa experimental idealizando um sistema de reúso de água, considerado um tema de grande importância nos dias atuais, principalmente para a sustentabilidade. Hoje, o sistema é utilizado nas instalações do instituto, garantindo abastecimento sustentável para todos os setores.

O processo foi elaborado de forma que, após a coleta da água já utilizada, ela é encaminhada por meio de tubulações a uma central de tratamento. Depois de tratada, a água pode ser utilizada para inúmeros fins. No caso dos efluentes domésticos, pode-se fazer o reúso do esgoto bruto e da chamada água cinza, que é a parte do esgoto que vem de chuveiros, lavatórios e lavagem de roupas, excluindo-se o que vem de vasos sanitários e de cozinhas. Essa água pode ser usada para a descarga de vasos sanitários, irrigar jardins e canteiros, lavagem de pisos e calçadas, reposição de água em sistemas de refrigeração, lavagem de veículos, entre outros.

O principal benefício do reúso de água é preservar os recursos hídricos do Planeta, reduzir o desperdício e permitir que a chamada água potável seja direcionada apenas para as finalidades mais nobres, como as de consumo humano e animal e, ainda, as de contato direto com as pessoas.

Tendo em vista os altos preços da água potável e, substituindo-se por água de reúso, os volumes de água geralmente usados em todos os fins em que a potabilidade não é necessária, reduz-se o volume de consumo de água comprada e garante-se ao empreendedor/usuário uma enorme economia financeira pela redução dos custos com água, luz e esgoto.