Tijolo Solo-Cimento

O Projeto Construindo COM Tecnologia, ConstruCOM, foi idealizado como projeto de pesquisa com objetivo de adaptar uma condição de solo, baseado nos ideais de preservação ambiental e construção sustentável. Durante a ação, o Iteva adquiriu os equipamentos necessários para realizar as pesquisas e os estudos de solo, assim produziu o tijolo ecológico. Como experimento e resultado final, o instituto testou e aprovou o material, edificando estruturas na sua sede.

O ConstruCOM foi todo adaptado e operado nos modelos construtivos modernos, empregando técnicas de baixo impacto ambiental, com pouco desperdício e agilidade.

Saiba mais sobre o Tijolo Ecológico

Por ser uma tecnologia milenar, o tijolo de solo-cimento retorna com forte impacto ao cenário da construção civil como solução para os problemas ambientais decorrentes da queima de tijolos convencionais e do desperdício de material que acontece nas obras comuns. Nesse método, os encaixes ampliam a resistência estrutural e funcionam com um sistema térmico, acústico e também diminui a umidade nas paredes. A casa forma uma cadeia de vetores que permite a inserção das redes elétrica, hidráulica e de comunicações entre os furos já existentes nos tijolos.

Constituído por uma mistura de água, solo e um pouco de cimento em proporções tecnicamente estabelecidas e aprovadas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), o tijolo modular de solo-cimento, também chamado Tijolo Ecológico por serem produzidos com menor impacto ao meio ambiente. Os materiais regionais são priorizados na construção sustentável, pois reduzem o percurso de transporte e emissão de gás carbônico da queima do combustível e priorizam o desenvolvimento do comércio e a indústria regional.

A sua utilização, proporciona uma série de vantagens, além de estilo e beleza, sua estrutura de faces lisas e duplo encaixe oferecem à obra uma dinâmica de construção muito mais rápida e econômica. A produção é limpa e com menor quantidade de resíduos e entulho, uma vez que a estrutura de perfeito encaixe facilita os cálculos, reduz a quantidade de cortes, elimina a necessidade de pregos, arames e furos na parede pronta.

Por outro lado, o método também reduz custos porque diminui o tempo de execução da obra e a quantidade de material. Por exemplo, exclui os gastos com reboco, ainda que permita a aplicação de azulejos e outros acabamentos. Por tudo isso, a utilização do tijolo ecológico implica em uma economia de até 40% no total da obra sem comprometer a qualidade e a beleza da construção.